Minha Primeira Vez Foi Assim…

Os raios do sol brilhavam,
Naquela manhã orvalhada,
E ali somente eu e ela,
E não se via mais nada…

Antes já havia tentado,
Às margens de um riacho,
Então prometi a mim mesmo,
Provar que eu era macho…

Escrevi este Poema, em versos e rimas:

Finalmente chegou a vez,
Criei coragem, enfim,
E ela adivinhando,
Foi logo encostando em mim…

Estava ela de quatro,
Suas ancas predispostas,
E eu fui tocando de leve,
Os fartos cabelos nas costas…

A bela relva enfeitava,
Meu sonho de fantasia,
Pois o que estava fazendo,
Era tudo o que mais queria…

De tanta ansiedade eu suava,
Vendo seu corpo esguio,
Então decidi por as mãos,
Sobre seus peitos macios…

Eu estava emudecido,
Diante de tanta ousadia,
E ela bem lentamente,
Suas firmes pernas abria…

A expectativa aumentava,
Curtindo a doce emoção,
De sentir o pulsar dos peitos,
Nos dedos de minha mão…

Foi satisfeito o desejo,
Depois de muito tentar,
Afinal, vi com alegria,
O líquido branco jorrar…

O esforço foi tão grande,
Que quase saio de maca,
Foi assim a primeira vez…
Que tirei leite de uma vaca!

Anúncios